TÃO JOVENS…

 

 

ÀQUELES QUE A MALDITA GUERRA

DESTRUIU NA JUVENTUDE

COMO SE FORA UMA FERA,

RECORDO-O INERTE, SANGRANDO…

 

 

JAZ NO PLANALTO, ABANDONADO,

SOB O CAPIM RESSEQUIDO,

REFÉM DO TEMPO, ESQUECIDO,

E DA PÁTRIA ENJEITADO!

 

 

HONRAMOS A TUA MEMÓRIA,

IRMÃO DE LUTA, CAMARADA,

LEMBRANDO À GENTE HONRADA,

QUE A VERGONHA SE FEZ HISTÓRIA.

 

 

O NOSSO GRITO LANÇAMOS

À PÁTRIA, A DEUS E AO VENTO!

NESTA LUTA IRMANADOS,

COMBATEMOS O ESQUECIMENTO…

 

TÃO JOVENS, QUE JOVENS ERAM!

                                                                                                                                                 Diamantino Santos
 

     
Regressar ao Cantinho do Diamantino