Medo


        Sim, eu tive medo quando entrei pela primeira vêz , em Mocimboa da Praia , numa picada.

    Nunca tinha visto uma "estrada" daquelas, com o arvoredo denso a querer tapar a picada.

    Iamos como sardinhas em lata, compactos, encostadinhos uns aos outros, com a G3 apontada

    para o mato, como se alguém estivesse a quer atacar-nos naquele momento.

        Tive medo na primeira saída , em patrulha, para a picada de Nancatar e logo a seguir á ponte,

    próximo das águas, rebentou um petardo debaixo dos pés, que me fez correr para o interior da

    mata, com as pernas dormentes pelo efeito da explosão.

        Tive medo quando ao regressar a Mueda, vindo de Mocimboa do Rovuma, sofremos uma

    emboscada, ficando no limite da zona de morte.Aí, e pela primeira vêz, senti o coração quase

    a saltar fora da caixa, quando cairam,  nas minhas costas, alguns arbustos cortados pelas rajadas

    do fogo inimigo.

        Tive medo quando, a caminho para socorrer o quartel de Nancatar, sofremos uma violentissima

    emboscada e ainda hoje tenho presente o som das PPSH (costureirinhas ).

        Tive medo quando ouvia, no quartel, os heli passarem para o hospital, pois sabia que tinha havido

    problemas e que alguém estáva a necessitar de socorro rápido.

        Sempre tive medo, mas era uma medo racional, que nunca me levou a tomar atitudes tresloucadas.

    Apesar disso nunca falhei a uma operação que me estivesse destinada, pois sabia que alguém teria

    que ir no meu lugar e isso nunca admitiria.

    Tive medo sim, mas nunca acreditei em herois, pois esses acontecem, muitas vezes, em situações limite e

    em desespero.

        O medo desaparecia sempre ao chegar ao quartel.Aqui eramos sempre bem recebidos e lavavamo-nos

    por dentro e por fora. Por fora,com um duche retemperador e por dentro, com uma basuca, bem fresquinha,

    para lavar a garganta.


                                                          Linda-a-Velha, Agosto de 2013

                                             José Fernando Pascoal Monteiro ( Ex Furriel Miliciano )


Voltar ao cantinho do Monteiro