O Ferraz
                                                                  ( José Monteiro Ferraz )

        O telemóvel tocou, atendi

- Está, Furriel  Monteiro ???? fala o Ferraz !!!!

- Olá Ferraz estás bom ????

- Mais ou menos, aquilo da tropa deixou-me um pouco "apanhado"

- Sabes, Ferraz, aquilo foi violento para todos nós

- Ah o Furriel também veio de lá com algum problema????

- Ferraz, todos que por lá andámos, viemos com marcas, umas mais fortes que outras

- Furriel, estou a tentar uma junta médica para conseguir uma pequena ajuda da tropa

- O Furriel Alves disse-me para o contactar e deu-me os seus contactos e identificação.Só

       necessito da sua autorização para poder ir responder a um interrogatório da tropa.

- Tudo bem Ferraz.De facto estiveste em Mueda comigo, mesmo não fazendo parte do

        meu grupo de combate e não me lembro que tenhas ido  em operações comigo.

- Furriel Zé Monteiro, pertenci á CCS do seu batalhão, fui também para Nancatar

     com o seu grupo de combate, onde sofremos uma violenta emboscada, onde

     morreu o condutor do esquadrão

- Não duvido Ferraz, isso aconteceu de verdade

- Furriel, uma vez descarreguei o carregador da G3, na parada do quartel em Mueda,

      quando aquilo tudo me estava a dar cabo da cabeça

- Pronto, Ferraz dá a minha identificação á tropa e diz que irei responder ao inquérito

        Passados alguns meses ( estas coisas não se resolvem em pouco tempo ) fui chamado

    á Escola Militar de Etectronica, em Paço de Arcos.

        Fui recebido por uma jovem tenente que , após identificação, me explicou como se processava o

    inquérito, começando imediatamente.

- Qual o seu posto, função e período que esteve em Mueda ?

- Furriel Miliciano, responsável por uma secção de um grupo de combate e estive em Mueda de Maio/67 a Junho/68   

- Conheceu o Ferraz antes de chegar a Moçambique?

.- Não, apenas o conheci em Mueda, porque pertencia á CCS do meu batalhão

-  Ouviu alguma vez falar do Ferraz???

- Sim, por comportamentos militarmente incorretos, que nós em Mueda vulgarmente

       chamavamos "Apanhados pelo clima".

- Alguma vez se encontrou com o Ferraz em situação de contacto com o inimigo?????

- Sim, na picada Mueda/Nancatar, onde sofremos uma forte emboscada com um morto do

         esquadrão de cavalaria e um ferido da minha companhia.

. Como era a situação, do ponto vista psicológico, em Mueda ???

- Pessima, aquilo era uma pequena cidade militar.Sempre que passavam helis para o hospital,
 
        tal era sentido por nós com a expressão "Lá vai mais um".

- Sabe se o Ferraz já tinha essas manifestações comportamentais antes de ir para a tropa???

- Como já disse só o conheci em Mueda, mas penso que não , por aquilo que os seu camaradas diziam,

       e também como foi apurado para todo o serviço militar, faz sentido que nada teria antes da ida para o

        serviço militar.

        Algumas respostas não ficaram no relatorio, pois algumas perguntas tinham sido feitas "Off  record" ,

         assinei o relatorio e despedi-me da jovem tenente.


     PS: O que relatei aconteceu em Julho de 2011. Estamos em 2013, o Ferraz já foi submetido a uma

            junta médica e mandaram-no aguardar pelos resultados.Será que após a sua morte os resultados

           da tal junta poderão aparecer.??????? Casos como o Ferraz, infelismente , há muitos.


                                                        José Monteiro ( Ex- Furriel Miliciano )

                                              Linda - a - Velha, Agosto de 2013

 
Voltar ao cantinho do Monteiro